quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Dialogue 2 - 13 de outubro - A língua hebraica

          A nossa Bíblia foi escrita principalmente em dois idiomas: hebraico e grego. Precisamos entender que mesmo o Novo Testamento tendo sido escrito em grego a mentalidade judaica está entranhada no texto.
            Deus criou todas as coisas pela sua Palavra, ele se comunicava com o homem usando palavras e quando deu ensinos e mandamentos ao homem o deu através de palavras. Em que língua? No hebraico.
            As Tábuas do Testemunho, Tábuas da Lei ou os Dez Mandamentos foram escrito em hebraico com o dedo de Deus e entregues a Moisés com a orientação de escrever tudo o que ele tinha ouvido no Monte Sinai. Em que língua? Mais uma vez a resposta é Hebraico.
            Hebraico era a língua falada por Jesus, usada por ele para se apresentar a Paulo, ainda Saulo, no caminho para Damasco. Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo vivia em Israel, era fariseu, um estudioso da Tanah (Antigo Testamente) e em tudo cumpriu a Lei dado por Deus no Sinai. (Lembrem-se Ele veio para “cumprir” não para “revogar” a lei).
            Pois muito bem, devemos estudar hebraico juntamente com a cultura bíblica para compreender melhor a Bíblia como um todo e principalmente as palavras de nosso Mestre Jesus. Não estamos dizendo que é essencial, mas sim que é de grande ajuda conhecer os escritos bíblicos em seus originais
            Um bom exemplo é a palavra Torah traduzida simplesmente como lei ou ensino. Esta palavra é formada por uma raiz e ainda por palavras que derivam dela como por exemplo: uma delas significa lançar, jogar; outra significa impactar; outra ainda significa ensinar e a última significa herança. Poderíamos dizer então que a Torah, na verdade, é ensino lançado para impactar, dado como herança...  E verdadeiramente o ensino da Palavra lançada (jogada, semeada) vem impactando geração após geração deste os tempos bíblicos. É nossa herança...
            Outro exemplo é a palavra Bereshit, usualmente traduzida por Gênesis (Princípio). A palavra inicia com a letra Bêt que é uma preposição e significa em, no. Logo após temos a palavra resh que quer dizer mente, entendimento, cabeça. Finalmente temos o sufixo Tav que significa para (indicando finalidade). Muito bem, então, juntando tudo temos o seguinte significado para Bereshit na mente para; ou seja, a criação foi o externar da mente de Deus para quem? Para o homem (humanidade = Adam).
            Muitos e muitos mais segredos estão contidos na Palavra de Deus e na língua hebraica. Basta que nos debrucemos sobre a Palavra. O Espírito Santo nos revela à medida que conhecemos.
            Por isso, fica o convite... Vamos nos debruçar sobre a Palavra e estudá-la e a graça do Senhor se derramará em revelações incontáveis.

            No amor do Cordeiro

            Elizabeth Alves Pinto
            Coordenação Abba

Nenhum comentário: